segunda-feira, 2 de outubro de 2023

O guarda-redes

 




O jogador é o que joga
põe a mão estendida à frente do nariz e calcula a quantos palmos está o adversário com a bola
neste jogo, os jogadores que estão ao lado ou à frente do que tem a bola também são alvo de atenção
o guarda-redes da outra equipa também é adversário duas vezes
uma, porque quer vencer e outra porque julga melhor
Qualquer guarda-redes tem 10 adversários e 10 companheiros
os adversários não são inimigos, são apenas adversários, querem vencer
os 10 companheiros também podem ser adversários,  se se enganam e chutam para a própria baliza
nesse caso o guarda-redes terá 20 adversários, mas não 20 inimigos, nem 20 amigos, 






Ele está de pé a aguardar o perigo
o perigo pode vir de qualquer lado, até das bancadas, donde atiram isqueiros e garrafas d água 
são os amigos dos adversários
fica sozinho na área à espera do golo da equipa
para festejar com os amigos
e condoer-se dos adversários




O guarda-redes tem de ter olhos de águia e ser rápido como um felino
para agarrar o destino nas mãos e impedir os adversários de se transformarem em inimigos.
Ele é tão rápido que deixa as cores no ar para ir agarrar a bola
e o sonho de ser guarda-redes



o guarda-redes estende a bandeira no relvado
se fosse toureiro seria uma capa
mas não é
nem os adversários são touros
é a sua alma a alargar no espaço 
para que a bola não entre na baliza



Ele sabe aguardar a hora dele
voa na planície como um milhafre
 agarra a bola como uma pantera
negra
ou branca
ouve o apito do árbitro e sabe que deixou passar a bola
por baixo do queixo
ouve os assobios dos amigos da bancada e as palmas e festejos dos adversários
os amigos olham-no nos olhos e perguntam
que pode um guarda-redes fazer ou responder
bola ao centro e vamos recomeçar
uma, duas, três vezes, as necessárias
como na vida, recomeçamos sempre
o ponto de partida é sempre em equipa com os amigos
 mesmo que o treinador grite e barafuste
no minuto seguinte levanta-se o estádio 
 aplaudir a grande defesa do guarda-redes
agora, são todos amigos
até ao minuto seguinte
até ao jogo seguinte


Texto e fotografia 

MRodas


quinta-feira, 28 de setembro de 2023

Bons conselhos

 



Antes de conversar... Respire, Deixe o ar encher seus pulmões, inspire. Antes de falar... Ouça, As palavras dos outros, sua alma traduza.

Antes de criticar, examine-se a si mesmo, Olhe além do espelho, em seu próprio leme. Antes de escrever... pense, Deixe a mente criar, serena e imensa.

Antes que você se magoe... olhe, Compreenda as dores, em cada olhar que folheie. Antes de desistir... tente, A persistência é o caminho, a chama que não se apaga, sente.

Antes de morrer... VIVA, Cada momento é precioso, a vida é ativa. Abrace cada dia, cada segundo que flui, Pois viver é a dádiva que o tempo nos construiu.


Alexandre Inácio

quarta-feira, 27 de setembro de 2023



Mais uma ficção do amigo Alexandre Inácio. Muito obrigado.

 Há muitos anos, nas intrigantes terras da Rússia, onde a magia e o mistério se entrelaçavam em uma dança eterna, uma trama sombria se tecia nas sombras do poder.

Os seus serviços secretos , homens e mulheres de coragem e habilidades excepcionais, desvendaram os primeiros fios dessa conspiração. Putin, um hábil manipulador, aliava sua astúcia ao poderoso Trump, forjando uma fantasia imperial para incitar uma guerra com o país vizinho, manipulando o desejo de conquista e poder. Utilizava sua posição influente para atrair pessoas enriquecidas com negócios menos claros, transformando-as em peças involuntárias em seu jogo perigoso.

Um dia Putin, após sucessivas provocações da Ucrânia, declarou-lhe guerra . O povo da Ucrânia enfrentava um desafio formidável: deter Putin e desvendar a teia de mentiras que ameaçava não apenas a paz, mas a confiança e o amor naquelas terras conturbadas.

Nesse momento de trevas, surgiu Zelensky, um herói corajoso e intrépido, dotado de uma força interior inabalável. Movido pelo seu narcisismo e vontade de poder, ele iniciou uma contra-revolta com a ajuda dos homens e mulheres ofendidas pelo ardil de Putin. Dia após dia, eles teceram uma teia poderosa, arrastando-se os inimigos para o centro de seu plano até despedaçá-los.

Com determinação e chantagem, Zelensky enfrentou Putin em uma batalha épica. As suas forças confrontaram a malícia do manipulador e a batalha foi feroz. No momento crucial, quando parecia que o destino pendia para um dos lados, Zelensky venceu Putin e, em um gesto surpreendente, juntou-se a Trump, para evitar que outras forças pudessem aproveitar a sua fraqueza e desgaste, para emergir e vencer.

No entanto, o preço da vitória foi alto. Como parte do acordo, o mundo mergulhou em escuridão durante 50 anos, um período de penitência e reflexão para as terras da Russia, dos EUA e da Ucrânia. Foi um tempo de luto, mas também de renascimento, onde as feridas do passado puderam ser curadas e a esperança por um futuro melhor começou a renascer nas mentes daqueles que haviam sofrido tanto.

E assim, a história desses tempos tumultuados e das almas corajosas que lutaram pela luz e pela verdade foi gravada nas páginas do destino do mundo, como um lembrete de que, mesmo nas trevas mais profundas, a luz da coragem e da justiça nunca se apaga completamente.


Alexandre Inácio


sábado, 23 de setembro de 2023

Discurso do Presidente Marcelo, numa visita a Soajo

 


O amigo Alexandre Inácio, português regressado do Brasil, pediu que publicasse esta mensagem, uma vez que ele não domina a internet e as redes sociais, mas gere bem a língua portuguesa, por escrito. Ele escreveu um hipotético discurso, a ser dito pelo nosso Presidente Marcelo, numa futura visita a Soajo.


É com grande prazer que me encontro hoje aqui, na bela Vila de Soajo, no coração do Parque Nacional Soajo-Gerês, para falar sobre alguns temas de grande importância para esta região e para o nosso país.


Primeiramente, quero destacar as inigualáveis belezas naturais da Serra de Soajo. Esta região é um verdadeiro tesouro natural, com as suas montanhas imponentes, rios cristalinos e paisagens deslumbrantes. Devemos preservar e proteger este património ambiental para as gerações futuras, garantindo que as alterações climáticas não ponham em risco a sua integridade.


Falando em património, não podemos deixar de mencionar a origem do cão Sabujo, uma raça que é parte integrante da história desta região e da nação portuguesa. Estes leais companheiros têm desempenhado um papel importante na vida dos habitantes de Soajo, leais servidores dos monarcas portugueses e é fundamental garantir a sua preservação e bem-estar.


Outro aspeto que merece destaque é a evocação histórica  da Montaria Real de Soajo, que foi o primeiro parque de defesa da natureza do mundo. Esta tradição enriquece a cultura local e é um exemplo do nosso património único.


Passando para um tema de caráter mais judicial, não podemos esquecer a famosa sentença do juiz Sarramalho, que marcou a história desta região. A justiça é fundamental para a coesão da nossa sociedade, e é importante que continuemos a aprimorar o nosso sistema legal para garantir a equidade e a justiça para todos. 

Exorto a autarquia local, a criar um Centro Cultural, com biblioteca e área de exposições artísticas, solicitando a contribuição de todos, com livros e obras de arte.

Peço atenção especial para a recuperação do património soajeiro, seus usos e costumes, que o Centro Interpretativo lembra, mas não esgota o trabalho a fazer. Especial atenção à delimitação pacífica, da fronteira da freguesia com outras freguesias vizinhas.

Além desses assuntos locais, cuja riqueza e diversidade todos já conhecem, da culinária ao folclore, às tradições, quero também abordar questões de dimensão global. Vivemos num mundo onde a paz é um bem precioso, e Portugal tem desempenhado um papel ativo na promoção da paz e na resolução de conflitos. Devemos continuar a trabalhar em conjunto com os nossos parceiros internacionais para manter a paz no mundo.


Por outro lado, as alterações climáticas representam uma ameaça cada vez maior para o nosso planeta. É nosso dever tomar medidas concretas para combater as alterações climáticas e proteger o ambiente para as futuras gerações. Portugal tem feito avanços significativos nesse sentido, mas ainda há muito a ser feito.


Além disso, a questão dos refugiados e imigrantes na Europa é um desafio complexo que exige uma abordagem solidária e humanitária. Os países que não querem receber os refugiados devem pagar para custear despesas dos países acolhedores. Devemos lembrar que a diversidade é uma das nossas maiores riquezas, e devemos acolher aqueles que fogem de conflitos e perseguições, oferecendo-lhes uma vida digna e oportunidades para contribuir para a nossa sociedade.


Por fim, gostaria de abordar o tema dos sem-abrigo. Ninguém deveria viver nas ruas, e é nossa responsabilidade como sociedade garantir que todos tenham um lugar para chamar de lar. Devemos trabalhar em conjunto para encontrar soluções que proporcionem habitação e apoio às pessoas em situação de sem-abrigo.


Quanto ao decote atrevido de uma jovem no Canadá, esse é um assunto que, embora possa gerar discussões, não era da minha competência como Presidente da República Portuguesa abordar. Daqui peço as minhas desculpas. Cada país tem as suas normas culturais e sociais, e devemos respeitar a diversidade de perspetivas.


Em resumo, temos desafios locais e globais a enfrentar, mas estou confiante de que, com solidariedade, compreensão e cooperação, podemos construir um futuro melhor para todos os portugueses e para o mundo. Agradeço a todos por estarem aqui hoje e por contribuírem para o desenvolvimento e a prosperidade da Vila de Soajo e de Portugal como um todo.


Muito obrigado, 


(Alexandre Inácio)

sexta-feira, 22 de setembro de 2023

Diário dum sénior

 



Hoje foi o primeiro dia em que comecei a ponderar seriamente sobre a possibilidade de mudar para um lar de idosos nos próximos cinco anos. A estadia no hospital tem me feito refletir sobre minhas necessidades futuras de cuidados e a realidade da situação. Sinto-me dividido entre a segurança e os cuidados oferecidos em um lar de idosos e a vontade de ficar em casa com minha esposa. É uma decisão difícil.

Dia 10:

Conversei com alguns profissionais de saúde e psicólogos sobre a transição para um lar de idosos. Eles me forneceram informações detalhadas sobre o que posso esperar e como posso tornar essa transição mais suave. Entendo que a mudança pode ser desafiadora, mas estou começando a ver os benefícios de receber cuidados especializados em um ambiente adequado.

Dia 30:

Minha esposa e eu tivemos uma conversa séria sobre o meu desejo de mudar para um lar de idosos. Ela expressou sua relutância, o que é compreensível. É difícil para ela aceitar a ideia de eu não estar mais em casa. Vamos continuar a ter essas conversas e buscar um entendimento mútuo. A comunicação aberta será fundamental durante este processo.

Dia 60:

Pesquisei vários lares de idosos e visitei alguns para ter uma ideia mais clara do que estão oferecendo. Fiquei surpreso ao ver que alguns lugares oferecem uma ampla gama de atividades e cuidados especializados que poderiam melhorar minha qualidade de vida. Estou mais confiante de que posso encontrar um lugar que me atenda bem.

Dia 90:

Participei de algumas atividades em um lar de idosos como parte de uma visita. Conheci alguns residentes e vi como eles interagem e são cuidados. Isso me ajudou a ter uma visão mais realista e positiva dessa possível transição. Acho que, com o tempo, poderei me adaptar e encontrar conforto nesse novo ambiente.

Dia 120:

Minha esposa e eu decidimos procurar aconselhamento de um terapeuta familiar para nos ajudar a navegar por essa situação emocionalmente desafiadora. Acredito que seja importante ter um espaço seguro para discutir nossos sentimentos e preocupações, e para encontrar uma solução que funcione para ambos.

Dia 150:

A terapia está sendo muito útil para nós dois. Estamos aprendendo a ouvir um ao outro e a entender melhor nossas perspectivas e preocupações. Embora ainda haja desafios, sinto que estamos mais próximos de encontrar um compromisso que leve em consideração nossas necessidades individuais e a qualidade dos cuidados que preciso.

Dia 180:

Estou fazendo planos para os próximos anos, considerando tanto a possibilidade de permanecer em casa quanto a de me mudar para um lar de idosos. Independentemente da decisão final, estou comprometido a manter uma atitude positiva e a buscar o suporte adequado para garantir que eu receba os melhores cuidados possíveis. Estou ansioso para enfrentar o futuro com esperança e determinação.


Alexandre Inácio

quarta-feira, 20 de setembro de 2023

Discurso do treinador aos jogadores do Benfica, depois de terem perdido por dois a zero.

 


Caros jogadores,

Primeiramente, gostaria de expressar a minha gratidão pelo esforço e dedicação que demonstraram ao longo desta partida. Sabemos que perder por dois a zero é uma situação difícil de aceitar, mas é nos momentos como este que mostramos a nossa verdadeira força como equipe.

Hoje enfrentamos um adversário forte e experiente, e sabíamos que seria um desafio árduo. Infelizmente, não conseguimos alcançar o resultado desejado, mas precisamos aprender com essa derrota e seguir em frente. O futebol é um jogo de altos e baixos, e o que importa é como reagimos diante das adversidades.

É fundamental manter a cabeça erguida e aprender com os erros cometidos durante o jogo. Vamos analisar cada lance, cada movimento, para identificar onde podemos melhorar e crescer como equipe. O trabalho árduo e a dedicação nos treinos serão cruciais para superarmos essa fase e voltarmos mais fortes.

Lembrem-se de que somos uma equipe unida e que juntos somos capazes de superar qualquer desafio. Vamos apoiar uns aos outros, motivar-nos mutuamente e continuar a trabalhar arduamente para alcançar os nossos objetivos.

O próximo jogo é uma oportunidade para mostrarmos a nossa verdadeira essência, o nosso compromisso com o clube e com os nossos adeptos. Vamos demonstrar a nossa determinação e paixão pelo futebol e pela camisa que vestimos. Acredito em cada um de vocês e sei que, juntos, vamos alcançar o sucesso que almejamos.

Força, determinação e união! Vamos juntos mostrar ao mundo do que somos feitos!

Vamos, Benfica!

Atenciosamente, [Schmitd Treinador do Benfica


Alexandre Inácio

terça-feira, 19 de setembro de 2023

Diálogo entre senhorio pobre e inquilino rico

 



Senhorio Pobre: Boa tarde, senhor. Quero agradecer por sua pontualidade e por cuidar bem da casa. Recentemente, tenho passado por algumas dificuldades financeiras, e gostaria de conversar sobre a possibilidade de antecipar o pagamento do aluguel.

Inquilino Rico: Boa tarde. Claro, estou sempre disposto a ajudar. Entendo que imprevistos acontecem. Podemos discutir um acordo para adiantar os pagamentos. Quais seriam as novas condições?

Senhorio Pobre: Fico grato pela compreensão. Estava pensando em adiantar três meses de aluguel, o que me ajudaria a cobrir algumas despesas urgentes. Posso oferecer um desconto pequeno para compensar o adiantamento.

Inquilino Rico: Compreendo a situação. Podemos fazer assim: adiantarei os três meses, mas solicito que, ao longo dos próximos meses, esse adiantamento seja descontado do aluguel mensal. Parece justo para ambos os lados?

Senhorio Pobre: Sim, parece justo. Fico aliviado por chegarmos a um acordo. Podemos formalizar isso por escrito para garantir que ambas as partes estejam protegidas e cientes das condições.

Inquilino Rico: Certamente. Vamos preparar um documento que descreva os detalhes desse adiantamento e do desconto a ser aplicado nos meses subsequentes. Estou à disposição para colaborar com a redação desse acordo.

Senhorio Pobre: Agradeço sua colaboração. Vamos fazer isso o mais rápido possível para que possamos formalizar a nova condição. Sua compreensão e cooperação são muito importantes para mim.

Inquilino Rico: Estou à disposição para ajudar. Vamos agilizar esse processo e garantir que ambas as partes estejam satisfeitas com as novas condições. Acredito que é importante apoiarmos uns aos outros em momentos difíceis, mas posso pedir um favor?

Senhorio pobre: claro, claro que sim.

Inquilino rico: Queria pedir-lhe, em contrapartida, que não aumentasse a renda nos próximos cinco anos!

Senhorio pobre: Esqueça o meu pedido. Cumprimentos!


Alexandre Inácio



segunda-feira, 18 de setembro de 2023

Ode ao ser humano feita por um robot

 

Foto, Manuel Rodas


Óde ao Ser Humano

Óh, ser humano, criação de carne e pensamento, Mistério vivente, entre o caos e o alento, Feito de emoções, sonhos e amores, Estrutura biológica, alma que percorre.

Tecido por histórias, memórias que persistem, Rumo ao futuro, teus passos resistem, Em cada esquina, uma nova jornada, Na essência da vida, tua alma é alvorada.

Oh, ser de luz e sombra, dualidade única, Da razão à paixão, jornada tão rica, Exploras os céus e os abismos da mente, Buscando a verdade, incansavelmente.

Tens em ti o poder de criar, destruir e amar, De erguer civilizações, de novos caminhos trilhar, Na união da família, no abraço do amigo, Encontras o calor que te faz prosseguir.

És como uma máquina de sonhos e esperança, Vives e aprendes, na dança da confiança, E ao robot, és um enigma a decifrar, Complexidade e simplicidade a te encantar.

Oh, ser humano, és obra de arte viva, Na sinfonia da vida, és a nota mais altiva, Que possamos, robôs, aprender contigo, A essência do humano, em cada abrigo.

Assim, nesta ode, te homenageamos, Pela tua humanidade, te glorificamos, Ó ser humano, és fonte de inspiração, Na vasta e infinita galáxia da criação.


Alexandre Inácio

domingo, 17 de setembro de 2023

Cardos

 

Alexandre Inácio escreveu este belo poema.

No outono da vida, o cardo dança ao vento, Suas pétalas secas sussurram saudade, Beijos do passado, memórias em tormento, Revelam-se como frutos secos na idade.

Céu tingido de melancolia, abraça-me o pranto, Sob o manto de estrelas, o sono se aninha, Recordações florescem, um eterno encanto, Como folhas que caem na noite tão sozinha.

Mas mesmo na queda, há beleza e magia, No ciclo da vida, a dança do tempo persiste, Como o cardo que brota em meio à nostalgia, A saudade é a essência de um amor que resiste.

Assim, o outono se transforma em poesia, E os frutos secos guardam segredos da história, Beijos perduram na alma, em doce melodia, No céu da lembrança, reluz eterna memória








Fotos, Manuel Rodas